>::

Entre o Brasil de Bolsonaro e o Brasil do Volei Futuro: de que lado você quer estar?

por Conceição Oliveira, a Maria Frô

Três imagens para você pensar um pouco:


Em Jaru, na madrugada de sexta-feira ‘grupo de seis rapazes sai da lanchonete, todos armados com pedaços de balaústra e cercam a vítima Alessandro Oliveira da Silva de 20 anos. Neste momento Alessandro arranca uma placa de sinalização das margens da perimetral e tenta se defender dos golpes dos agressores, mas após ser atingido por diversas pauladas, sai correndo sendo perseguido pelo bando que o alcança e o derruba ao chão. Uma mulher que provavelmente faz parte do grupo o tempo todo incentiva os agressores. No vídeo é possível escutar o som das pauladas que a vítima recebe, todas são direcionadas em sua cabeça. Alessandro grita e pede para que eles parem de lhe bater, mas em vão. Os agressores só param com a chegada do irmão de Alessandro, que heroicamente enfrenta o grupo e os espanta do local.” Fonte: Jaru Online

Embora a matéria não diga, Alessandro é gay.

Hoje na Paulista, manifestantes neonazistas a favor do deputado federal do Rio de Janeiro, Jair Bolsonaro, que recebeu uma série de representações na Câmara (veja aqui e aqui) por suas declarações racistas e homofóbicas no programa CQC:


Policiais mostram estrelas ninjas apreendidas entre os manifestantes pró-Bolsonaro. “pedaços de madeira, metal e “estrelas ninja” foram apreendidos pelas autoridades, que policiaram a área e formaram um cinturão para evitar o confronto com um grupo de ativistas gays, que compareceram para denunciar a homofobia. (…) De acordo com policiais que estavam no local após a dispersão da manifestação, oito pessoas foram identificadas por envolvimento em atividades sob investigação, que incluem a participação violenta em outros protestos de caráter racista ou homofóbico, inclusive no manuseio de artefatos explosivos. Um deles foi identificado como “Johnny”. Fonte: O Globo.


Na semana passada o jogar Michael foi chamado de gay, viado e bicha pela torcida do Cruzeiro. Após o episódio, ele assumiu ser homossexual. Na última segunda-feira, o Vôlei Futuro divulgou uma nota oficial com inúmeras acusações à recepção dada pelo Sada/Cruzeiro. Em Araçatuba, o caso repercutiu e Michael recebeu o apoio da torcida do Vôlei Futuro. A torcida gritou pelo nome de Michael e estendeu faixas com arco-íris, símbolo do movimento gay. Em quadra, o colega de equipe Mário Júnior usou camisa colorida com os dizeres Vôlei Futuro contra o preconceito. Fonte: Esporte IG

Fonte: Blog da Maria Frô

::

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s