>::

METRÔ MAIS CARO DO MUNDO E A CORTINA DE FUMAÇA

por Paulo Cavalcanti

Hoje, os paulistanos estão sendo brindados com a notícia de aumento dos trens do metrô, um reajuste de 9,43%, que o tucano Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou ontem, passará a vigorar à partir de domingo 13/02. Desnecessário dizer, que o aumento é superior ao índice de inflação acumulado durante o ano indexados ao IPCA (Índices de Preços ao Consumidor) que foi de 6%.

Não precisa ser economista formado pela FEA-USP, para chegar a uma conclusão óbvia sobre o “xoque de jestão” – tucano, que sempre empurra a vara, além daquilo que ela já é, ou seja, aplicar uma aumento de 9,43% – quando o índice correto seria 6% – trata-se estelionato administrativo, uma vez que estão aplicando 3,43% acima da inflação do período.

Este blogueiro, especialista em nada, fez as continhas básicas e chegou à conclusão, que Alckmin e sua trupe, omitem da população que na verdade, não aplicaram só 3,43% acima da inflação, e sim 57,17% a mais que aquilo que deveriam aplicar. Isso é um jogo de números, pura cortina de fumaça.

Vamos “desfolclorizar” a matemática “deles” com anuência da imprensa (velha amiga de sempre) – que não tem o menor interesse em “analisar” o falsete que aplicam, vejam:

Se o índice correto a ser aplicado é de 6% – você pega a diferença daquilo que “eles” aplicaram que foi (3,43%) para fechar os 9,43% e aplica em forma de percentual sobre 6% – o resultado é o valor que além da inflação, eles jogaram 57,17% a mais, que foram os (3,43%).

Aí vem a cortina de fumaça, com conivência da imprensa, então “eles” declaram:

“Apesar do reajuste, a passagem do metrô seguirá mais barata que a dos ônibus municipais, cuja alta de R$ 2,70 para R$ 3 foi dada pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM) em janeiro -11,11%, também acima da inflação” – Perceberam o joguete que sempre fazem em parceria, no velho estilo, um levanta a bola, outro chuta? Agora Kassab é desafeto deles, então vale a comparação (hoje) oportunista, pois dormiram na mesma cama até ontem.

Segundo a Folha de SP, de hoje, sem citar nomes, no velho estilo do bom jornalismo tucano escreve: “integrantes” da gestão Alckmin ouvidos pela Folha citaram dois fatores para a decisão do reajuste da tarifa do metrô acima da inflação. Porém eles citam três (talvez seja distração do jornalista):

  1. De ordem técnica, é a preocupação de, abaixo de R$ 2,90, superlotar mais a rede metroviária devido à diferença do preço dos ônibus.
  2. A demanda na linha 3-vermelha (Leste/Oeste) já é suficiente para carregar 10,9 passageiros por m2, contra um índice de desconforto recomendado de até 6 por m2.
  3. Outro fato, de ordem política, é que um índice maior neste começo de mandato pode levar ao reajuste menor no próximo ano de eleições.

ATENÇÃO PARA A JUSTIFICATIVA DE OUTRO AUMENTO EM BREVE:

Aos leitores e usuários dos trens do metrô, faço aqui uma alerta, que irá redundar num aumento de tarifa num futuro bem próximo. Já observaram umas caixinhas amarelas esparramadas entre os trilhos nos trechos de estações? Aquilo trata-se de uma “novidade” que é a implementação de uma nova sinalização.

O metrô hoje, trabalha com um padrão de sinalização ATO – LEIA AQUI ou seja funciona em automático, com blocos de de trens de 150 metros de distancia uns dos outros. Com aquelas caixinhas, estarão implantando o sistema CBTC – LEIA AQUI que trabalhará com intervalos de 15 metros entre os trens, que segundo eles, provocará um ganho de 25% a mais de trens nos horários de pico, reduzindo assim a lotação. Uma vez implantando, lá vem aumento novamente, podem escrever aí.

AGORA VAMOS COMPARAR OS METRÔS?

  • METRÔ DE LONDRES, tem 415 kms de trilhos – para atender uma população de 19,8 milhões de habitantes – com 11 linhas, 270 estações, transportando 2,95 milhões de passageiros/dia – com a média de 7.108 passageiros por km – tarifas: clique aqui
  • METRÔ DE NOVA IORQUE, tem 398 kms de trilhos, para atender uma população de 30,4 milhões de habitantes – com 26 linhas, 468 estações, transportando 5,6 milhões de passageiros/dia – com a média de 14.070 passageiros por km – tarifas: clique aqui
  • METRÔ DE MADRÍ, tem 283 kms de trilhos, para atender uma população de 8,1 milhões de habitantes – com 12 linhas e 293 estações, transportando 2,5 milhões de passageiros/dia com a média de 8.809 passageiros por km – tarifas: clique aqui
  • METRÔ DE TÓKIO, tem 195,1 kms de trilhos, para atender uma população de 44,8 milhões de habitantes – com 9 linhas e 179 estações, transportando 6,2 milhões de passageiros/dia – com a média de 31.794 passageiros por km – tarifas: clique aqui
  • METRÔ DE PARÍS, tem 211 kms de trilhos, para atender uma população de 13,3 milhões de habitantes – com 16 linhas e 380 estações, transportando 4,0 milhões de passageiros/dia – com a média de 19.126 passageiros por km – tarifas: clique aqui
  • METRÔ DE SÃO PAULO, tem 61 kms de trilhos, para atender uma população de 30,8milhões de habitantes – com 4 linhas e 55 estações, transportando 3,7 milhões de
    passageiros/dia – com a média de 60.655 passageiros por km.

CONCLUSÃO:

Quando o PSDB assumiu o governo de São Paulo, em 1995, a rede metroviária tinha 43,4 kms de extensão. Atualmente, tem 62,3. Nesses 15 anos, o metrô avançou apenas 18,9 kms – o que indica um crescimento de apenas 1,26 kms ao ano.

Entre as grandes capitais do mundo, a rede paulistana, só é maior que a de Buenos Aires, mas transporta quatro vezes mais passageiros por km instalado. E aí podemos observar que o metrô de São Paulo é o mais lotado do mundo, chegando a transportar até DEZ PASSAGEIROS por metro quadrado, quando o “aceitável” são quatro passageiros e o “tolerável”, seis.

Quando forem inauguradas, sabe Deus quando, a Linha 4 (amarela), que já teve a data de inauguração adiada por 8 vezes, e o prolongamento da Lina 2 (verde), a rede paulistana contará com 78 kms, o que dará um crescimento médio de 2,3 kms ao ano em 2010, a contar de 1995.

Se mantida essa média, para o Metrô de São Paulo, chegara aos 200 kms de trilhos, levará mais 60 anos, ou seja, só em 2070.

No quesito “tarifas” – usando a análise, razão e proporção, este blogueiro, especialista em nada, chega à conclusão que as passagens de metrô e São Paulo, de fato, pela qualidade de serviço prestado, pela extensão coberta e pelo número de passageiros transportados por m2, sem dúvidas, temos aqui, o metrô com as passagens, MAIS CARAS DO MUNDO!!!

FONTES: Transport for London, Metropolitan Transportationm Authority, Metro de Madrid, Tokyo Metro, RATP, IBGE, INSEEE, Word City Population – OMS


Fonte: Blog do Paulinho

::


Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s