>::

Dunga e Globo: tudo a ver

por Guilherme Scalzilli

A seleção brasileira foi desclassificada porque era um time fraco, instável e mal dirigido. Dunga partiu de uma boa idéia tática, mas não possui experiência nem formação técnica para aplicá-la. Arrogante, pensou que faria desse catado de jogadores-de-empresários um grupo competitivo. Acreditou quem quis.

É possível ainda questionar a competência de outros membros de sua equipe de apoio: ninguém sabia que Kaká estava tão abaixo das condições ideais? Como explicar o nervosismo latente (e a indisciplina) de vários jogadores? Quantos goleiros já disputaram uma Copa com um pedaço de ferro preso nas costas? Qual era mesmo a função de Jorginho?

Ao defender o péssimo Dunga, parte da esquerda caiu na armadilha da imprensa corporativa, que anteviu o fracasso de seu protegido e decidiu abandoná-lo para não afundar com ele. A CBF desfruta de apoio descarado das Organizações Globo (e tácito de outros veículos), que prestigiou Dunga durante quatro longos anos, enquanto ele aceitava as convocações impostas por Ricardo Teixeira e seus apaniguados.

Dunga é apenas o inocente útil que dá aparência de legitimidade a um empreendimento obscuro que usa o nome do país para enriquecer uma súcia de oportunistas. Os torcedores podem aproveitar a oportunidade para indagar seu papel nessa gigantesca farsa.

Fonte: Blog do Guilherme Scalzilli

::

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s