::

O Estado autoritário


por Carlos Motta

Muitos já lembraram que a forma do governador José Serra agir contra movimentos reivindicatórios expressa a sua incapacidade de diálogo. Sua atuação contra os direitos democráticos, porém, é mais ampla. É atestada pela criminalização dos protestos das várias categorias de servidores públicos, no cerco a jornalistas que denunciam tais abusos, na violência verbal com que atinge seus desafetos, na falta de participação popular nas decisões administrativas, na quebra de contratos firmados por seus antecessores. E por aí vai.A infiltração de agentes policiais nos atos dos professores em greve ilustra que tipo de governo o país terá se Serra for o próximo presidente da República.

O arrocho salarial do funcionalismo é outro bom exemplo do seu estilo.As acusações de que toda e qualquer crítica não passa de “tró-ló-ló petista” (é impressionante como os tucanos gostam de uma onomatopéia…) também mostram que tipo de caráter tem o político paulista.Quem hoje, irresponsavelmente, acusa o governo Lula de “arroubos autoritários” deveria refletir um pouco sobre o que se passou no Estado de São Paulo nesses poucos anos de gestão serrista.

Fonte: Crônicas do Motta

::

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s